13 de julho de 2012

Patrimônio dos candidatos à prefeito de Vitória da Conquista, juntos, ultrapassa R$ 3 milhões

Mateus Novais



O atual prefeito, Guilherme Menezes (PT), é o que possui maior valor em bens declarados à Justiça Federal, entre os candidatos a prefeito do município. Veículos, aplicação financeira, depósito bancário, bens imóveis, terrenos e uma casa compõem a declaração do petista no valor de R$ 1.106.439,78.

O candidato do PPS, Elquisson Soares, declarou a Justiça Eleitoral possuir, em bens, R$ 852.091,86. Esse valor está dividido em apartamentos, propriedades rurais e ações de banco.

O candidato pelo PDT, Abel Rebouças, declarou possuir bens no valor de R$ 570 mil. O pedetista declarou possuir duas fazendas no valor total de R$ 220 mil, um ponto comercial em construção no valor de R$ 30 mil, um galpão em construção no valor de R$ 70 mil, um apartamento de R$ 120 mil e uma caminhonete que custa R$ 130 mil.

O cantor, compositor e ex-deputado federal, Edgar Mão Branca (PV), declarou 11 bens no valor de R$ 394.283,58. Entre outros bens, o Verde possui propriedade rural, veículos automotores, terreno, participação em empresas e depósito em conta corrente.

O candidato do PMDB ao cargo de prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, é o que declarou possuir menor o menor patrimônio entre os postulantes ao cargo de prefeito da cidade. Além de depósitos em bancos e valor em moeda corrente, o peemedebista afirmou possuir ainda capital em empresa individual e um veículo automotor. Somados, o patrimônio chega a R$ 92.059,16.


* Informações Tribuna da Conquista

Nenhum comentário:

Postar um comentário